Lake Jackson: Menino de 6 anos morre após ser contaminado com a ameba comedora de cérebro

A morte de um menino de 6 anos que as autoridades disseram ter sido hospitalizado com uma ameba comedora de cérebro gerou alertas sobre um abastecimento de água possivelmente contaminado em uma comunidade suburbana de Houston.

Maria Castillo, a mãe de Josiah McIntyre, disse no sábado que seu filho morreu em 8 de setembro no Texas Children’s Hospital em Houston e que os médicos disseram a ela que a causa era uma ameba comedora de cérebro.

Josiah McIntyre fotografado com sua mãe, Maria Castillo, e irmã. Fonte:ABC16/Facebook.

A porta-voz do hospital Jenn Jacome confirmou sua morte na instituição, mas disse que as leis de privacidade a impedem de discutir a causa.



A cidade de Lake Jackson, Texas, disse em um comunicado no sábado que um menino anônimo de 6 anos foi hospitalizado por “uma ameba rara e freqüentemente fatal que se alimenta de cérebro” identificada como Naegleria fowleri.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos disseram que pessoas que nadam em água doce quente são as vítimas mais comuns da ameba e que geralmente entra pelo nariz.

“Você não pode se infectar engolindo água contaminada com Naegleria”, informa a agência sobre o parasita em seu site.

A cidade intensificou a busca pela a fonte da contaminação de Josiah depois que sua família indicou duas possibilidades: uma área de recreação aquática chamada Lake Jackson Civic Center Splash Pad e uma mangueira de gramado doméstico.

Embed from Twitter: @TCEQ
Embed from Twitter: @TCEQ

Os testes do CDC indicaram que o tanque de armazenamento do Splash Pad, bem como um hidrante, foram testados positivos para a ameba, disse as autoridades.

Atualizacao em: 26/09/2020

A Autoridade de Água Brazosport suspendeu o Aviso de Não Usar Água para todas as áreas, exceto para o Lago Jackson.