Air Canada: passe para “viagens ilimitadas” e US $ 500 milhões arrecadados com a venda e re-leasing de aeronaves

Depois de perder mais de um bilhão de dólares por dois trimestres consecutivos, as ações da empresa caíram níveis baixíssimos. Além de perder dinheiro a empresa esta tomando dinheiro emprestado para cobrir seus custos operacionais.

Os executivos da Air Canada passaram grande parte de 2020 fazendo lobby junto ao governo para aliviar as restrições a viagens. Esta semana, a empresa argumentou que as quarentenas obrigatórias após viagens deveriam ser suspensas. Antes disso, havia feito lobby por outras medidas que ajudassem as companhias aéreas financeiramente, apesar de serem contrárias às diretrizes de saúde pública.

A empresa parece estar ficando desesperada e, recentemente, deu um passo que pode confirmar isso. A desesperadora necessidade de gerar receita levou a Air Canada a criar no dia 16 de setembro o passe para “viagens ilimitadas

Esse passe permite que os clientes voem o quanto quiserem por uma taxa mensal fixa. A partir de US $ 2.000 por mês, o passe não é nem remotamente acessível para a maioria dos canadenses. Pode ser que a empresa tenha algum êxito no aumento de receita com as camadas mais abastada das sociedade canadense.

Todo o caos gerado na área do turismo em todo mundo é o grande problema para essa opção criada pela Air Canada, já que o auto-isolamento obrigatório que a maioria das províncias implementou tornou as viagens pouco atraentes – mesmo para aqueles com recursos financeiros para desembolsar US $ 2.000 por mês. Se você viajar e for pego violando ordens de auto-isolamento, poderá enfrentar consequências legais.

ATUALIZAÇÃO:

Em outubro a Air Canada arrecadou quase US $ 500 milhões com a venda e leasing de nove aeronaves para ajudar a compensar a fuga de dinheiro do COVID-19.

A companhia aérea com sede em Montreal disse quinta-feira que vendeu nove jatos Boeing 737 Max 8 por US $ 485 milhões e compromissos de arrendamento de longo prazo de US $ 458 milhões.

O impulso financeiro extra vem depois que a Air Canada viu as receitas de passageiros caírem 95 por cento em seu segundo trimestre, causando 20.000 demissões, já que a companhia aérea consumiu US $ 19 milhões por dia.

Desde o início da pandemia a empresa levantou quase US $ 6 bilhões em liquidez para lidar com as incertezas trazidas pelo COVID-19. A empresa fez tam dois finaciamentos de longo prazo para substituição de dividas acumuladas de US $ 1.4 bilhão a vencer nos próximos 9 meses.

A Air Canada disse que continuará a explorar outros acordos de financiamento que podem ser necessários para expandir sua posição de caixa.

Restrições de viagens e enxugamento da demanda continuam afetando as indústrias de aviação e turismo, com o número de passageiros no Canadá caindo 90% em julho, de acordo com o Statistics Canada.

Na sexta-feira 9 de outubro as ações da Air Canada fecharam em forte baixa: CAD $ 16.09 (-0.67) (-4.00%)