Havana inicia o processo de desconfinamento

A grande maioria do território cubano não detecta o covid-19 por várias semanas seguidas, uma vez que as fronteiras foram fechadas em 24 de março e os pacientes e seus contatos dos últimos 15 dias não tiveram permissão para manter contato físico para evitar o contágio.

Em 20 de junho, todas as províncias já haviam entrado na primeira das três fases de recuperação, exceto Matanzas e Havana, ambas no oeste, onde novos casos continuaram sendo detectados.

A partir desta quarta-feira, Cuba permite a entrada de turistas estrangeiros, mas apenas nas ilhotas que fazem fronteira com seu território, sem entrar em contato com seus cidadãos.

A terceira fase, ainda sem data, inclui a reabertura total da ilha e a chegada maciça de turistas estrangeiros. O turismo é o principal motor econômico do país.

Marcações: