Em dois anos, temos que fazer da Colômbia um Silicon Valley

Na terça-feira, fazendo um balanço dos avanços alcançados durante sua gestão rumo ao objetivo de uma ‘Colômbia digital’, o presidente Iván Duque afirmou que “estamos no caminho certo” para que o país seja “um jogador respeitado e um jogador que atrai mais e mais investimento” no campo das tecnologias.

A recontagem do que foi conseguido foi feita pelo Presidente na inauguração do Congresso Internacional de Tecnologias da Informação e Comunicação (Andicom), no qual destacou que a Colômbia hoje tem uma reforma do marco legal das telecomunicações e “uma Lei de TIC em evolução”.

Durante o ato realizado virtualmente, desde a Casa de Nariño, o Presidente disse que “nestes dois anos temos que fazer da Colômbia esse propósito, que a Colômbia seja o Silicon Valley da América Latina”.

Ele expressou sua confiança em estar “caminhando na direção certa no marco regulatório, no investimento, nos projetos na filosofia do Estado”.

Referiu ainda o facto de o país já possuir 20 mil empresas que podem aceder a uma plataforma acompanhada pelo Governo Nacional, para vender os seus produtos online e acelerar o comércio electrónico.

Também fez alusão aos programas de dupla licenciatura do Sena, cujo objetivo é ter mais de 300 mil jovens com uma formação que inclua a componente tecnológica.

O presidente elogiou o trabalho da iNNpulsa de conectar ciência e tecnologia com empreendedorismo com um fundo de recursos do Estado colombiano e empresas privadas para fazer investimentos estratégicos em empresas com valor agregado tecnológico.

Ele destacou o programa de financiamento e incubação de empresas de base tecnológica que serão fáceis de criar e operar “com base no não recolhimento do imposto de renda nos primeiros seis anos, condicionado a um mínimo de investimento e emprego”.

O Chefe do Estado destacou o processo de modernização tecnológica da Direção de Impostos Nacionais (DIAN), onde serão feitos investimentos em tecnologia de mais de 200 milhões de dólares para aumentar o controle.

Em sintonia com os entes estaduais em processo de aprimoramento de suas possibilidades tecnológicas, ele destacou a Superintendência de Cartórios e Cartórios e os setores de saúde e justiça.

“Tudo isso mostra como o Estado almeja essa filosofia, de uma Colômbia Digital.

São muitas as conquistas alcançadas nestes dois anos, muitas das coisas que prometi a vocês quando o governo estava apenas começando hoje já estão em execução ”, disse o Chefe de Estado.